sexta-feira, 7 de agosto de 2009

ATÉ JÁ...

Quero agradecer a todos que me acompanharam nesta viagem… Obrigada pelo vosso apoio, por todos emails, todas as mensagens, comentários, telefonemas, risadas e saudades…
Assim, vou-me despedir em termos de blog, mesmo sem saber ao certo quando chegarei aí para vos ver de novo. Mas é que o meu computador já vai a caminho e demorará mais ou menos 3 meses a chegar. A minha amiga Morena vai de férias e acho que já deve estar cansada de ser assessora do meu blog.

E EU???? Eu também estou a caminho!! Mas vou fazer um caminho um pouco mais longo e por isso ainda vou demorar a chegar... Preciso de mais tempo para pensar no que vou fazer...:):) E por isso mesmo ainda vou dar um pulinho às ilhas Fiji, depois volto a Austrália e vou para Alice Springs e Darwin e sigo para a Nova Zelândia para me inspirar com aquelas magníficas paisagens…:):) Depois começo a pensar na volta...Que terá sempre que passar por um país asiático. E já que tenho que passar por lá mesmo porque não ficar uns dias no calor, né???
Vou enviando emails a avisar por onde ando e se já me encontrei...:):)


quarta-feira, 29 de julho de 2009

OS MEUS ÚLTIMOS DIAS DE TURISTA EM SYDNEY

Sydney Harbour Bridge - Uma caminhada na ponte!!! Ainda não tinha feito. Estava indecisa se havia de escalar a ponte ou não...No meu primeiro dia em Sydney, achei que a ponte estava sempre em reparações, pois estavam sempre pessoas a andar na ponte. Só depois descobri mais uma forma fantástica que este governo arranjou para encher os cofres do país... 20o dólares por pessoa para escalar a ponte e está sempre cheia faça chuva ou sol..












Eu, pobretanas, fiz mesmo a pé! E não tem nada haver com medo de alturas, tem mesmo haver com medo do banco tirar o meu visa...:):)Mais umas fotos da Opera House... Mas esta é de outro ângulo. Da Sydney Harbour Bridge.

Alguém me dá uma câmera nova??? Assim não há condições de continuar a viajar... Luna Park - Quando já não há mais nada para se ver numa cidade, uma pessoa inventa!!!


Botanic Garden - Bolachas TIM TAM - O melhor que a Austrália tem!!!!

Watson Bay


Kings Cross - E continuo sem saber para onde vou... Mas aquela placa a apontar para Singapore ou a outra para Hong Kong, tem-me despertado um grande interesse...:) E afinal é tão pertinho...

sábado, 11 de julho de 2009

CAIRNS

Cairns é a porta de entrada para a Grande Barreira de Corais.
A Esplanade Cairns é a principal atracção da cidade com um paredão e uma lagoa junto ao mar pois a praia em frente à cidade não dá para nadar. No entanto a norte de Cairns há praias bem bonitas.
É uma cidade fantástica para quem gosta de desportos radicais como rafting, bungee jumping e skydiving, tudo aquilo que eu sonho fazer!!! Ahahah
Fiz 2 passeios de barco à barreira dos corais e sem dúvida é maravilhoso. Os corais são lindos e há peixes de todas as cores imaginárias... E desta vez não fugi do mar. Lembro-me sempre de um dia no México, que entrei na água para fazer snorkeling e antes avisaram-me para não levar brincos nem relógio. Logo aí não gostei muito do aviso. Mas o que é que isso significa, que um peixe pode comer a minha orelha?? Fiquei com aquela minha cara de pânico que as minhas amigas conhecessem... A minha amiga Joana muito valente começa a rir-se para mim. O certo é que mal entrei e vi um peixe enorme, comecei a correr e sai da água apavorada. Mas o engraçado é que a Joana, a valente que até grávida quis ir saltar de sky dive, o médico é que não deixou, também saiu logo da água.. Afinal não sou a única!!
Mas desta vez acho que os peixinhos eram mais do tamanho do nemo, apesar de também ter visto um tubarão. Eles dizem que esses tubarões não atacam os humanos, mas mesmo assim fiquei contente de estar no barco quando o tubarão apareceu.:)Umas horinhas na lagoa. Vida dificil!!!!

Green Island Eu procurando o Nemo
video

video

E depois da Austrália?? Para onde vou???


De Cairns fomos para Port Douglas. Uma vila bem pequena, mas muito charmosa, com muitos restaurantes e lojas caras e fica perto do “Daintree National Park” e Cape Tribulation, a mais antiga floresta tropical do planeta e aqui eu finalmente consegui ver um crocodilo....

sexta-feira, 10 de julho de 2009

MISSION BEACH

Saímos de uma praia tropical bem bonita para voltar a encontrar outra.
Mission Beach é mais uma longa praia tropical (14km) e também é o lugar onde a Grande Barreira dos Corais e a Floresta Tropical se juntam. É uma praia famosa por Sky Dive. Por isso, passei um dia a olhar para cima e a ver os malucos todos a aterrarem na praia...
E aqui encontramos mais floresta, mais bichos de todas as cores, mais flores lindas, mais longas praias, mais areia branca, mais descontracção, mais tempo para ler, relaxar e deitar muita conversa fora.. As conversas são quase sempre iguais, tudo gira à volta do where you come from and how long are you going to stay here??
Mission Beach é bem tranquilo e foi bom para carregar baterias para ir para Cairns.

domingo, 28 de junho de 2009

MAGNETIC ISLAND

Continuamos a nossa viagem e chegamos a Townsville. Uma pequena cidade com uma bela estrada à beira mar e que serve de ponto de partida para Magnetic Island. Nós apanhamos logo o ferry para a ilha.
Magnetic Island tem este nome porque o capitão Cook quando descobriu a ilha, acreditava que a ilha tinha uma força magnética que causava interferência na sua bússola. Agora diz-se que os visitantes abandonam a sua bússola e perdem-se com a beleza da ilha. Eu acho que perdem-se mais com a bebida.
A ilha é quase toda Parque Nacional e foi aqui que vi pela primeira vez os Koalas, com filhote e tudo, no seu habitat natural. Alugamos um mini moke e demos a volta a ilha, que dá para fazer num dia pois a “Maggie” como os Aussies a chamam, tem apenas uma estrada com 10km muito estreita e quase que parecia que tinha voltado às perigosas estradas da Tailândia.


Nesta ilha conseguimos ver o por do sol no mar. O único local possível deste lado da costa.

A ilha tem de tudo: peixes, pássaros, sapos, crocodilos, iguanas, borboletas, walabis, koalas, praias, pôr do sol, nascer do sol, lua cheia, caminhadas pela floresta e cerveja ao atardecer... No entanto, ao contrário do que estavamos à espera, a ilha é muito calma e com pouca agitação. A Horseshoe Bay, que foi onde ficamos é a praia que concentra a maior quantidade de restaurantes... Isto não quer dizer que é tipo Albufeira, não... A maior quantidade quer dizer 4 e depois das 10pm já te estão a por na rua.... Tudo parecia tranquilo até o raio da cobra não parar de mexer e eu já não sabia o que fazer com ela, como podem ver pela minha cara...
Já sei que vocês estão todas a dizer, com fita cola na boca também eu agarro!!!!

sábado, 27 de junho de 2009

WHITSUNDAY ISLAND

Passado 3 dias de ter caído o avião da Air France, eu fui voar para Mackay. Podem imaginar como é que eu estava, né?? Chegamos a Mackay e deparamos com mais uma das milhares cidades fantasmas da Austrália. Por isso no dia seguinte partimos logo de bus para Whitsundays. O “bas”em inglês, “bus” em português do Brasil e agora também de Portugal, pois cada vez que digo autocarro, tenho 0s brasileiros a olharem para mim como se eu tivesse a falar chinês, é dos transportes mais utilizados pelos viajantes e backpackers na Austrália. Percorre todo o país, e em todas as paragens sai e entra gente e o motorista é sempre um velhote bem disposto que também nos dá algumas dicas e no meio disto ainda temos direito a assistir algumas relíquias de Hollywood como por exemplo Rain Man e O Casamento do meu Melhor Amigo.

Chegamos a Arlie Beach de manhã. Esta vila é o ponto de partida para as ilhas. É também onde se encontram os backpackers. Ou seja, o pobre que já está a viajar há muito tempo e não tem mais dinheiro para ir para os resorts nas ilhas. Logo, é um local de muita juventude e diversão. A vila é simpática, pequena e ao fim de 1 dia já percorremos a rua principal de um lado para o outro. Apanhamos um barco para as Whitsundays onde passamos 2 noites. Foi muito divertido, apesar de continuar a não ser grande fã de estar trancada num barco tanto tempo. Quando podia pisar a terra, ficava toda contente!!
O grande problema das Whitsunday Island é a falta de tempo… Falta de tempo para conhecer tudo!!! Seria preciso ter ficado lá meses para conhecer todas as ilhas, pois são mais de 350 ilhéus... E vocês sabem como tenho uma vida muito ocupada, muito trabalho e não tenho tempo para isso...:) Algumas ilhas tem praias desertas, outras são privadas e pertencem aos grandes resorts…